Faltam imagens nas nossas igrejas!

Calma, o título é só uma metáfora. O assunto de que vamos tratar aqui não tem nada a ver com estátuas de barro, de pedra ou de ouro. Vamos ao texto-base:

“O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus da paz será convosco.” (Filipenses 4.9)

O Cristianismo contemporâneo sofre uma crise da falta de exemplos dentro da Igreja. Como seguidores de Jesus Cristo, fomos chamados a sermos seus imitadores. Como já falei por aqui, a palavra ‘cristãos’ era provavelmente uma forma de zombar dos discípulos pelo fato de eles tentarem imitar um mestre que, aparentemente, estava morto. Os cristãos dos primeiros dias estavam cientes do seu chamado: eles tinham que seguir Jesus em sua postura, em seus pensamentos e em suas atitudes, e faziam isso com determinação e garra, chegando até mesmo ao ponto de se alegrarem depois de serem chicoteados, “por terem sido considerados dignos de sofrer afrontas por esse Nome” (Atos 5.41). Seguir Jesus, mesmo na dor e até na morte, era considerado uma honra!

Ser um imitador de Jesus é o único caminho verdadeiro para o Cristianismo genuíno. Qualquer outra proposta é falsificação barata. Se queremos ser Cristãos com C maiúsculo, precisamos ser imitadores de Jesus Cristo, suportanto todas as conseqüências que tal postura trará.

Porém esse é apenas um aspecto da história. Se, de um lado, nos tornamos imitadores de Cristo para agradar a Deus e experimentar o verdadeiro discipulado, por outro precisamos nos tornar modelos de cristãos para que outros discípulos possam nos imitar. É precisamente esse o sentido do texto-base desse estudo. Paulo convocava todos os filipenses a praticar aquilo que tinham visto, ouvido e aprendido com ele. E esta não é a única vez em que o apóstolo faz isso:

“Admoesto-vos, portanto, a que sejais meus imitadores.
(1Coríntios 4.9)

“Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo.”
(1Coríntios 11.1)

“Irmãos, sede imitadores meus e observai os que andam segundo o modelo que tendes em nós.”
(Filipenses 3.7)

A lista ainda inclui mais alguns versículos, mas eu paro por aqui. Não podem restar dúvidas de que o Cristianismo bíblico (como se existisse cristianismo não-bíblico…!) pressupõe cristãos que servem de modelo para outros cristãos. Essa é a visão de Deus para a sua igreja: discípulos que geram discípulos, porém nós temos muitas vezes absorvido um conceito errado de discipulado. Discipulado não é uma reunião semanal na qual crentes mais antigos compartilham versículos e estudos bíblicos com um grupo de crentes mais novos. Discipulado também não é encontrar o crente mais novo e perguntar: “Tem lido a Bíblia? Tem orado?”

O modelo de discipulado cristão é exatamente aquele que Cristo viveu com os seus discípulos: é vida compartilhada, andar juntos, comer juntos, fazer a obra juntos, visitar os lares uns dos outros e, acima de tudo, transmitir com atitudes o padrão de vida do próprio Cristo.

O que temos compreendido nestes dias é que ser um Cristão genuíno é tarefa árdua, dispendiosa, que exige tempo e dedicação. Mas, na geração do fast-food, decidimos nos esquecer dessa realidade. O resultado desse desvio (sim, é isso que eu estou dizendo: a igreja tem se desviado do padrão divino) é uma Igreja carente de modelos, de exemplos a serem imitados. Se os líderes não seguem Jesus, como esperar que as ovelhas o façam? Se pastores e autoridades eclesiásticas vivem abastados, ocupados demais com os negócios desta vida, como esperar que os crentes vivam a simplicidade e o desprendimento do Evangelho?

Não podemos esperar uns pelos outros, precisamos viver a Palavra de Deus! Há muita gente se convertendo nas igrejas; essas pessoas precisam encontrar exemplos a serem seguidos, Cristãos segundo o molde de Jesus que possam servir de modelo. Já estamos inchados de tanta palavra sendo pregada; precisamos colocá-las em prática para que tanto o mundo quanto a própria Igreja possam ver Cristo em nós. Evangelho é atitude, é dia-a-dia. Evangelho não se explica, se demonstra.

Se queremos ver o verdadeiro Cristianismo sendo vivido pela Igreja, precisamos ensiná-la a viver como Cristo viveu. Não com palavras, mas com a nossa própria vida. Precisamos andar de tal forma que tenhamos autoridade para dizer: “Sede meus imitadores, como eu sou de Cristo”.

E é esse o desafio que eu lhe faço: torne-se um exemplo dentro de sua igreja, e você verá o Evangelho contaminando corações e incendiando vidas como discurso nenhum pode fazer.

Até a próxima, e que Deus nos abençoe!

Anúncios

2 respostas em “Faltam imagens nas nossas igrejas!

  1. Enquanto leio esse post um ímpeto de ousadia e determinação nasce no meu coração. Faço parte de um ministério de jovens da minha igreja. Eu e a Jéssica (Editores do IChTUS Gate) somos professores da classe jovem. Hoje fechamos nossa aula com o assunto “As demandas do discipulado”. O panorama da juventude, e dos crentes na nossa região é desolador, muita gente religiosa que não conhece o mínimo da palavra de Deus, e se prendem a pré-conceitos formados por líderes mal-preparados, não tem opinião formada e nunca estão firmes. O número de afastados do evangelho é grande. Famílias estão sendo destruídas, mesmo com todos os membros da família sendo cristãos. Um evangelho de aparência.
    O desafio tem sido gerar em nossa igreja cristãos sadios, que buscam ao Senhor, que lêem e praticam sua palavra. São frutos colhidos com muito suor e sofrimento.
    Ainda teremos muitos passos pela frente, mas creio que Deus cumprirá o seu propósito através de nossas vidas. Luto por isso.

  2. muito bom, bem!
    quando tu falasse que tinha postado alguma coisa com esse titulo eu até tirei onda, mas vou dizer: pra mim, esse foi o melhor até agora :D
    que Deus te abençoe e continue derramando do Seu espírito sobre tu para que, através das tuas palavras, vidas sejam edificadas!
    beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s