Correndo a carreira até o fim (1)

Correndo a carreira até o fim

“Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma.” (Hebreus 12.1-3)

O propósito desta mensagem é mostrar 3 verdades bíblicas que estão descortinadas nos três primeiros versículos do capítulo 12 de Hebreus:

  1. Todo crente, uma vez salvo, é colocado em uma jornada e deve percorrê-la até o fim;
  2. Todavia, existe um perigo real e eminente de que não cheguemos ao final desta jornada, e fiquemos no meio do caminho;
  3. O único meio de perseverarmos até o fim da carreira é mantendo os olhos fixos em Jesus.

1. TODO CRENTE, UMA VEZ SALVO, É COLOCADO EM UMA JORNADA E DEVE PERCORRÊ-LA ATÉ O FIM

A primeira coisa que observamos no texto em questão é que fomos convocados a correr uma carreira. Esta é uma verdade reiterada por todo o Novo Testamento, embora também seja uma das verdades mais ignoradas pelos cristãos atualmente.

O fato é que, enquanto estávamos perdidos, estávamos num terreno de morte e de perdição. Todavia, quando Deus nos resgatou, nós fomos definitivamente removidos desse terreno e colocados em um novo terreno, que é o terreno da ressurreição. “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados” (Cl 1.13-14). A salvação é justamente a nossa remoção de um terreno velho e infértil para o maravilhoso solo de Cristo e de Sua vida.

O que a maioria dos cristãos não compreende é que tal remoção não é o final da história, mas o começo. A salvação não é o fim do caminho, mas apenas o pontapé inicial da carreira em que Deus nos inseriu. Sem a salvação, jamais poderíamos correr a carreira, pois estávamos no terreno errado, o terreno da morte. Mas uma vez que fomos tirados desse velho terreno e colocados em um novo plano de vida, precisamos saber o que fazer com esse “tudo se fez novo” que o Senhor nos deu através da graça. Em outras palavras, a salvação que recebemos trouxe absoluta novidade de vida para nós: um coração novo, um espírito novo, um novo Soberano, uma nova natureza, uma nova lei em nosso homem interior… Só que toda essa herança recebida de graça deve servir a um propósito, e este propósito é precisamente a carreira para a qual fomos chamados.

A segunda coisa que observamos a este respeito é que esta carreira é proposta por Deus. Nós não nascemos do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E foi o próprio Deus quem nos designou uma carreira a percorrer e um alvo a alcançar. Se existem muitos crentes que ignoram o fato de estarem numa carreira, também existem muitos crentes que estão tentando correr a sua própria carreira, e não a carreira que Deus propôs. E a verdade é que ninguém pode encontrar pleno gozo em sua salvação se não estiver em conformidade com aquilo que Deus planejou para nós como nossa missão. Não é nossa responsabilidade estabelecer a nossa jornada; nosso dever é alinharmo-nos à vontade de Deus e percorrer a jornada que ele previamente determinou.

Quando observamos a vida do apóstolo Paulo, podemos distinguir três fases da sua carreira. Isto é importante, porque também nós precisamos passar por estas três fases na nossa jornada em Cristo. Em Filipenses 3.12, Paulo diz: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus”. Em Atos 20.24, o mesmo Paulo afirma: “Porém em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus”. Por fim, em 2Timóteo 4.7-8, o apóstolo diz as últimas palavras de sua peregrinação na terra: “Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé. Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda”.

Aqui nós enxergamos três fases bem distintas de Paulo sobre como ele se enxergava em relação à carreira que Deus lhe tinha proposto. Primeiro, ele diz: “Ainda não completei a carreira”. Depois, “Tudo o que me interessa é completar a minha carreira”. Por fim, indo em direção à morte, o velho Paulo descansa nestas palavras: “Completei a carreira, e estou seguro do prêmio que receberei”.

Nós precisamos passar por esta mesma experiência! Se é verdade que ainda não terminamos nossa jornada, é uma verdade ainda mais importante que toda a nossa vida deve ser direcionada de tal forma que, no fim dela, possamos olhar para trás e dizer: Eu terminei! Cumpri a minha missão! Estou certo de que o Senhor, reto Juiz, me recompensará por isso.

Todavia, quantos de nós realmente concentramos os nossos esforços nesse sentido? Estamos realmente em busca de completar a jornada? Estamos sendo perseverantes nessa caminhada? Temo que muitos de nós, ao fim de sua vida, não poderão olhar para trás e dizer: “Completei a carreira”, mas, lamentando, terão que reconhecer: “Eu desperdicei tanto tempo! Joguei fora tanto vigor! Negligenciei tantos dons!”

Não é esta a vontade de Deus para nós. Ele está fornecendo toda provisão necessária para que possamos terminar a carreira. Mas existe, sim, um perigo real de que não venhamos a concluí-la. Sobre isso falaremos no próximo post, se Deus permitir.

[continua]

Em Cristo,
Vinícius Pimentel

Anúncios

11 respostas em “Correndo a carreira até o fim (1)

  1. Caro irmão Vinicius,
    Creio que está é uma situação angustiante: ter as condições necessária para realizar o que Deus deixou para nós e no final, o vazio por não ter se empenhado para tal.
    Que Deus nos ajude na caminhada para que possamos de fato cumprir o nosso chamado dignamente.

    Um abraço e fica na paz,
    Agnaldo Gomes publicou um post sobre.. Quem é Você?

    • Irmão Agnaldo,

      O mais triste é que nós crentes ainda não entendemos, de fato, esta mensagem. Ou qual de nós pode realmente dizer que em nada considera a vida preciosa para si mesmo, contanto que complete a carreira e o ministério que recebeu do Senhor Jesus Cristo para testificar do evangelho da graça de Deus? Que Deus tenha misericórdia de nossos corações dúplices.

      Obrigado pelas visitas, sempre carinhosas e edificantes!
      Um abraço, em Cristo,
      Vinícius

  2. Pingback: Correndo a carreira até o fim (2) « marcados para impactar!

  3. Pingback: Correndo a carreira até o fim (3) « marcados para impactar!

  4. Que venhamos a orar para que não fiquemos no meio do caminho, mas que possamos um dia dizer como Paulo ” Combati o bom combati encerrei a carreira e guardei a fé”

  5. Que venhamos a orar para que não fiquemos no meio do caminho, mas que possamos um dia dizer como Paulo ” Combati o bom combati encerrei a carreira e guardei a fé”
    Continua assim na presença de Deus, louco por Cristo.
    Um forte abraço no amor de Cristo Jesus.
    ASS> Gissely, Adiakson e Jhony.

    • Sim! Que venhamos a orar MUITO para que o Senhor nos dê graças e possamos estar entre os Vencedores.

      Graça e paz!!!
      Vinícius

  6. Tenho aprendido que nos frutamos no meio de nossa carreira porque pensamos que podemos correr com nossas próprias forças, ou então achamos que estamos correndo da maneria certa assim como o apostolo Paulo corria e na verdade enganamoas a nós mesmo. E quando perdemos as forças… Não entendemos o que aconteceu…

    • Pri,

      É exatamente isso. Confiar em si mesmo é a causa do fracasso da maioria dos cristãos hoje. Sempre seremos gratos a Deus pela graça que Ele nos deu quando fomos salvos. Mas precisamos entender que a Graça não operou apenas no início; é ela que nos mantém firmes (Rm 5.1-2) e é ela que opera boas obras em nós (1Co 15.10). Se, por um momento, deixamos de confiar na graça, certamente sofreremos perdas no meio da jornada.

      Por isso, graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor!

  7. Caro amigo
    tenho sofrido muito por nao saber como iniciar minha carreira,tenho chamado,sou afastado frequento ainda a casa do senhor mas nao estou conseguindo iniciar a minha carreira,

    como posso entender o meu chamado,entender o Deus preparou para minha carreira.

    • Caro amigo Marcelo,

      Preferi responder seu questionamento por e-mail. Espero poder ajudá-lo.

      Para aqueles que lerem estes comentários: a nossa carreira começa com o novo nascimento. Quem nasceu de novo já está correndo (bem ou mal) a carreira. Quem não nasceu de novo está desgarrado como ovelha, e precisa encontrar o único e bom Caminho, que se chama Jesus.

      Em Cristo,
      Vinícius

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s